Guia Exame – Precon a mais sustentável do Brasil!

GUIA EXAME DE SUSTENTABILIDADE 2016 (Ed. nov/2016) | A MAIS SUSTENTÁVEL DO BRASIL – CONSTRUÇÃO – PRECON ENGENHARIA

Menos tempo de obra, menos resíduos gerados – Com uma lógica de produção industrial, a mineira Precon constrói apartamentos residenciais de impacto ambiental reduzido e aumenta suas vendas.Eliminar desperdícios é uma obsessão na Precon, empresa que atua na incorporação imobiliária e na produção de pré-fabricados de concreto. As diversas “peças” de um prédio – vigas, pilares, lajes e paredes – são produzidas na fábrica em Minas Gerais. As instalações elétricas e hidráulicas chegam prontas em kits. No canteiro de obras, a montagem é rápida e exige pouca intervenção manual: uma equipe de oito profissionais consegue montar um prédio de oito andares (com 32 apartamentos de 47,4 metros quadrados) em 30 dias. “É como encaixar as peças de um lego”, diz Marcelo Miranda, presidente da empresa. O sistema gera, em média 26 quilos de resíduos por metro quadrado construído, quase 85% menos do que os 150 quilos o processo tradicional. Além de poupar recursos e evitar os impactos ambientais do descarte, a produção racionalizada se reflete em custos menores. Como os prédios ficam prontos na metade do tempo, os compradores podem se livrar mais cedo do aluguel.Para alcançar esses resultados, a Precon adotou esse modelo de inovação inspirados em empresas de tecnologias e que se baseia na experimentação. “Nós testamos as ideias – na fábrica, no canteiro, com o cliente. Não temos medo de errar e não paramos de tentar melhorar”, afirma Miranda. O sistema de estruturas pré-fabricados começou a ser adotado em 2010 e ajudou a Precon a consolidar-se no segmento habitacional. De lá para cá, o faturamento da empresa quintuplicou, atingindo 200 milhões de reais no ano passado – o novo negócio representa 70% da receita total. Por meio do programa federal Minha casa, Minha Vida, a Precon entregou 4.000 apartamentos, está construindo outros 1.500 e pretende lançar 2.000 unidades até o final do ano.O alto grau de industrialização também permitiu aumentar a presença de mulheres em um setor tradicionalmente masculino. “Na fábrica, é possível diminuir o uso da força física, que costuma afastar as mulheres de algumas funções na construção”, diz Miranda. Para vencer as barreiras culturais, a empresa investiu na conscientização dos funcionários e no preparo das lideranças – um modelo de inclusão considerado modelo pela CBIC, entidade que reúne empresas de construção. Atualmente, as mulheres representam 35% da força de trabalho na fábrica da Precon e ocupam 40% dos cargos de liderança.

exame

ENTRE EM CONTATO

Para saber mais ou contratar nossos serviços e palestras.